Meninas pesquisando sobre business intelligence

Business Intelligence: saiba como aplicá-lo no setor jurídico da sua empresa

Sumário

O business intelligence, também conhecido como BI faz uma combinação perfeita para qualquer tipo de empresa: análise empresarial e dados. 

Administrar um escritório ou um departamento jurídico tem deixado de ser algo  exclusivamente nos processos legais, voltando também seu foco para o planejamento e gestão estratégica.  Isto porque muitos sócios e gestores finalmente começaram a reconhecer seu negócio como empresas; e empresas precisam de gestão. 

Com essa nova perspectiva,  surgiu então a necessidade de acompanhar resultados, custos, prazos e equipes com uma visão de negócio. 

Uma gestão de excelência precisa de dados e informações que possibilitem transformações na empresa. O BI ajuda as organizações a tomarem decisões impulsionadas por dados.

É cada vez mais comum ouvir a expressão BI nas rodas de conversas empresariais e network, isso porque é uma ferramenta que vem se tornando mais comum, abrangendo inclusive o setor jurídico. 

Adotar essa metodologia em seu negócio pode representar uma verdadeira revolução na gestão. Ela produz insights  que podem aumentar as receitas e reduzir os custos, melhorar o relacionamento com os clientes e reduzir o tempo gasto em busca de soluções mais assertivas para seu negócio. 

A Processo Ágil, pensando no sucesso do seu negócio, criou esse post para te ajudar a aplicar o Business Intelligence no setor jurídico de sua empresa. 

Por que utilizar o business intelligence no setor jurídico de sua empresa?

Business Intelligence, também conhecido pela sua tradução direta “Inteligência de Negócios”, trata-se de uma técnica que permite coletar, organizar, analisar e compartilhar informações sobre um determinada área ou tema. Ela visa proporcionar aos gestores um maior embasamento técnico para a tomada de decisões mais estratégicas e assertivas.

Durante toda operação da empresa, desde a execução das atividades, ou até mesmo no relacionamento com os clientes, a todo momento diversas informações estão sendo geradas. Por isso, é necessária uma plataforma que colete esses dados e os organize da forma correta, para que detalhes importantes e tendências não passem despercebidos.

Investir em tecnologia passou a ser visto como uma alternativa viável e uma forte tendência no mercado. E para que os escritórios gerenciem de forma inteligente, os inúmeros dados e informações gerados diariamente deixaram de ser simples dados em um arquivo para informações relevantes, que tornam o negócio mais competitivo e com estratégias que auxiliarão os gestores em sua tomada de decisão. 

O BI torna maiores as chances de que as suas escolhas estejam corretas, pois é possível, em muitos casos, mensurar as possibilidades de acerto.

Como o business intelligence melhora o setor jurídico de sua empresa?

Existe uma imensidão de dados que surgem a todo momento e vêm de diversos destinos dentro do setor jurídico. São dados valiosos que ao serem processados e analisados podem agregar ainda mais valor a sua empresa, além de possibilitar entender o negócio, o mercado, os clientes, dentre outros aspectos importantes. 

Utilizar o BI para coleta e análise é uma ótima estratégia que pode auxiliar na tomada de decisões mais eficientes e que trazem diferenças positivas ao setor. Principalmente, porque o BI é uma ferramenta que está em constante evolução. E com isso é possível acompanhar a tecnologia e encaixá-la às necessidades do setor. Logo, novas ferramentas de análise de dados ainda mais eficientes podem surgir, bem como as atuais podem ser atualizadas, mantendo sua empresa atualizada e competitiva no mercado. 

Elaboramos 5 formas para que fique claro a utilidade do BI para o setor jurídico de sua empresa. Vejamos:

Melhores decisões

Embora já tenha se repetido aqui, vale salientar: os dados contribuem para tomar decisões mais inteligentes. 

Qualquer decisão que é tomada em uma empresa ou em um setor dela, precisa ser baseada em dados realistas com estatísticas e informações concretas. 

Se basear em intuição só irá gerar perda tempo e recursos.

Otimiza processos

Com a utilização do BI, os processos podem ser melhor analisados e até revistos, os colaboradores passam a tomar decisões e de forma mais eficiente e otimizada. Além das tomadas de decisões serem mais rápidas e os processos também se tornam mais otimizados, o que contribui para melhorar a produtividade e acompanhamento da equipe; assim como possibilita mensurar melhor os resultados e deficiências do setor. 

Permite melhorias e oportunidades

O uso do BI permite identificar oportunidades e melhorias na empresa. Ele possibilita obter informações relevantes para o desenvolvimento e expansão do negócio, como mercado, persona, como o público vê sua empresa e/ou sua marca, etc.

Com isso,  é possível encontrar lacunas e oportunidades e, assim, buscar meios de se destacar e se diferenciar dos concorrentes, se tornando referência no mercado. 

Otimiza os recursos

Sem analisar dados, é praticamente impossível mensurar resultados, além de não saber se uma estratégia ou decisão tomada foi a correta para alcançar determinado objetivo ou meta. 

Tomar como base dados “vazios”, sem que sejam dados reais e confiáveis, pode desperdiçar tempo, assim como recursos financeiros.  

Fortalece o negócio

A inteligência competitiva resultante do business intelligence pode ser utilizada para entender o mercado, seus concorrentes, os desafios do cenário econômico e outros fatores que interferem nos resultados corporativos. 

Conhecer seus pontos fortes e fracos, o diferencial dos seus concorrentes e as lacunas no mercado, pode ser uma solução para a sua empresa se destacar e pensar em estratégias para se fortalecer no mercado. Para isso, é necessário dados que possam servir como base de informações, estratégias e decisões mais assertivas.

Como aplicar o business intelligence?

Diante da tamanha importância que o BI tem para uma empresa e seus setores, o próximo passo é saber como se aplica. 

Preparamos um manual básico para que consiga aplicar o BI ao seu negócio. 

O BI se divide basicamente em 4 etapas: coleta, organização, aplicação e mensuração. Vejamos agora como aplicar cada um deles:

  1. Coleta

O primeiro passo para aplicar o BI, consiste na coleta dos dados. 

As empresas lidam diariamente com milhões de dados e de diversas categorias. O ideal é que a coleta seja feita com a ajuda de um software de CRM. Busque um completo, que ofereça diversos benefícios e seja montado especificamente para a área jurídica. 

Nunca tente realizar o processo de BI de forma manual. Além de demorado e exaustivo, pode resultar em erros que comprometam a sua eficiência na empresa. 

  1. Organização e análise

Após a coleta, o próximo passo consiste na organização e análise dos dados que foram coletados. 

Nessa etapa, o trabalho deve ser direcionado a selecionar o que é útil e eliminar o que é desnecessário, focando no que realmente é relevante para aquilo que precisa verificar e melhorar no seu negócio. 

O segredo dessa etapa é focar no seu objetivo para não se perder.

  1. Aplicação

Após coletar, organizar e analisar os dados, a próxima etapa é a de aplicar os dados convertidos em informações. 

Faça relatórios e verifique o que foi encontrado, voltando todo seu foco e atenção para eles para que as decisões sejam corretas, atingindo assim um resultado promissor. 

  1. Mensuração

O último passo é o de mensurar os resultados obtidos com a implementação de melhorias possibilitadas pelos dados levantados através do BI. 

De nada adianta realizar as outras etapas se não parar para mensurar, pois não há como saber se as melhorias trouxeram resultados satisfatórios, se esse processo não é realizado. 

Por isso, é muito importante verificar se as mudanças implementadas foram suficientes e auxiliaram a companhia a atingir a meta estabelecida.

Conclusão

Agora que já sabe o que é business intelligence pode fazer ao seu negócio e como aplicá-lo no setor jurídico de sua organização, é hora de usá-lo na prática e obter resultados eficientes!

E não importa o tamanho do seu negócio, ele pode ser aplicado nos mais diversos segmentos e tamanhos. Logo, o setor jurídico também pode utilizá-lo para tomar decisões e avaliar a situação do negócio. 

O business intelligence eleva seu negócio para sua melhor performance até o sucesso. E pode ser aplicado em todos os setores! Por isso, quanto antes começar a aplicar no seu negócio, mais rápido serão os resultados!

Compartilhe este post

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.